TÍTULO

ciclo de debates sobre teoria do estado

 

 

RESUMO

O Ciclo de Debates sobre Teoria do Estado é uma atividade de extensão realizada no âmbito da disciplina Fundamentos Jurídico-Políticos do Estado II, oferecida para os cursos de Relações Internacionais e Comércio Exterior da Universidade Federal do Rio Grande, campus Santa Vitória do Palmar. Tendo como referência a metodologia do Role Play Debate, a atividade consiste em simular um fórum público, no qual duas equipes são previamente orientadas para defender visões conflitantes (uma favorável e outra contrária) acerca de temas correntes e polêmicos inseridos na temática da disciplina. Neste ciclo, serão debatidos os seguintes temas: (a) Demarcação de terras indígenas: o caso Raposa do Sol; (b) Escola Sem Partido; (c) Taxação de Grandes Fortunas; (d) Ocultação da face em espaços públicos; (e) Malvinas ou Falklands?; (f) Constituinte Venezuelana. 

APROVAÇÃO

Colegiado da Faculdade de Direito, Ata n. 14/2017

STATUS

Em andamento (01/06/2017 - 31/12/2017). 

COORDENAÇÃO

Daniel Lena Marchiori Neto.

PARTICIPANTES

Daniel Lena Marchiori Neto.

 

 

TÍTULO

MINICURSO: IDENTIDADE E RELAÇÕES INTERNACIONAIS

 

 

RESUMO

O projeto de extensão “Minicurso: Identidade e Relações Internacionais” dedica-se a oferecer panoramas teóricos sobre a relação entre identidade e as relações internacionais. Identidades compreendidas nas mais diversas acepções: nacionais, regionais, subnacionais, étnicas, religiosas, políticas, imagéticas, etc. O Minicurso será organizado em três blocos, cada um com quatro horas-aula: a) Aspectos teóricos sobre identidade e relações internacionais na contemporaneidade; b) Identidade e Relações Internacionais na América e c) Identidade (inter)nacional do Brasil. Os encontros serão abertas à comunidade acadêmica do campus FURG Santa Vitória do Palmar.

APROVAÇÃO

Colegiado da Faculdade de Direito, Ata n. 11/2017

STATUS

Em andamento (01/09/2017 - 12/12/2017).

COORDENAÇÃO

Felipe Kern Moreira.

PARTICIPANTES

Felipe Kern Moreira.

 

 

TÍTULO

Conversas (im)pertinentes: as mulheres no espaço acadêmico

 

 

 

 

RESUMO

Ainda que na última década o Estado brasileiro tenha realizado esforços no combate à violência contra a mulher, o que é evidenciado pela Lei nº 11.340 (Lei Maria da Penha), vivemos em uma sociedade em que as mulheres temem sofrer discriminações e violências baseadas no fato de serem mulheres. O Brasil ocupa a 5ª posição no ranking global de homicídios de mulheres, entre 83 países elencados pela Organização das Nações Unidas (ONU), atrás apenas de El Salvador, Colômbia, Guatemala e Rússia. Frente a essa falsa impressão de que as desigualdades de gênero são “coisa do passado”, nos perguntamos: o que justifica a escalada em níveis cada vez mais altos de violência contra as mulheres? A fim de combater os discursos que culpabilizam as mulheres vítimas e que relativizam a violência sofrida, propomos a realização de um projeto de diálogo e acolhida de mulheres, estudantes universitárias, na temática de violência de gênero. Esse projeto aposta que o conhecimento é uma importante ferramenta de combate à violência, eis que essas mulheres, participantes do projeto, poderão multiplicar o que é debatido nos encontros, fortalecendo outras mulheres para mudar os padrões culturais de discriminação e violência contra as mulheres.

APROVAÇÃO

Colegiado da Faculdade de Direito, Ata n. 06/2017

STATUS

Em andamento (01/06/2017 - 31/06/2018). 

COORDENAÇÃO

Fabiane Simioni.

PARTICIPANTES

Fabiane Simioni.

 

 

TÍTULO

RI NAS ESCOLAS

 

 

RESUMO

O Curso de Relações Internacionais (RI) da Universidade Federal do Rio Grande (FURG) iniciou suas atividades no ano de 2015 no campus avançado de Santa Vitória do Palmar (SVP). A criação deste curso insere-se no processo político de expansão e interiorização do ensino superior no Brasil, com vistas à redução das desigualdades sociais e econômicas. Todavia, por mais que o Curso de RI esteja bastante atuante comunidade vitoriense, há ainda muito desconhecimento acerca de sua existência e funcionamento por parte dos estudantes das escolas de ensino médio de Santa Vitória do Palmar. Por meio deste projeto, busca-se realizar ações de divulgação do Curso e da profissão de internacionalista diretamente nas escolas, por meio de oficinas, simulações e distribuição de materiais.

APROVAÇÃO

Colegiado da Faculdade de Direito, Ata n. 06/2017

STATUS

Em andamento (01/06/2017 – 31/05/2018).

COORDENAÇÃO

Daniel Lena Marchiori Neto, Camila Feix Vidal, Bruna Kurcharski Wagner, Luciano Vaz Ferreira, Hemerson Luis Pase, Felipe Kern Moreira, Fabiane Simioni, Joséli Fiorin Gomes

PARTICIPANTES

Luan Correa Brum (PQA), Jahde de Almeida Lopez (PQA) e Gabriela Carolino Rodrigues de Souza (PQA).

 

 

TÍTULO

II CICLO DE PALESTRAS DE RELAÇÕES INTERNACIONAIS

 

 

RESUMO

Este projeto de extensão tem por objetivo promover palestras e encontros de curta duração sobre temas que envolvam as relações internacionais. O objetivo principal deste projeto é discutir e aprofundar temas debatidos em sala de aula, valendo-se da colaboração tanto de professores da própria instituição quanto de colaboradores externos. As palestras serão abertas aos demais cursos da unidade avançada da FURG (Comércio Exterior, Turismo, Hotelaria e Eventos), bem como a toda a comunidade de Santa Vitória do Palmar.

APROVAÇÃO

Colegiado da Faculdade de Direito, Ata n. 06/2017

STATUS

Em andamento (01/06/2017 – 31/12/2017).

COORDENAÇÃO

Daniel Lena Marchiori Neto, Camila Feix Vidal, Bruna Kurcharski Wagner, Luciano Vaz Ferreira, Hemerson Luis Pase, Felipe Kern Moreira, Fabiane Simioni, Joséli Fiorin Gomes

PARTICIPANTES

Yago dos Santos Cabral (PQA).

 

 

TÍTULO

CINECLUBE DA RI

 

 

 

 

 

 

RESUMO

Esta ação de cultura tem por objetivo promover uma atividade cineclubista, composta pela exibição e discussão crítica de filmes cujos roteiros envolvam temas pertinentes à área de Relações Internacionais. De forma mais específica, os ciclos de exibição envolverão quatro grandes temáticas ligadas à Educação em Direitos Humanos: (a) Estado e Violência; (b) Justiça de Transição na América Latina; (c) Direito de Migrar; (d) As corporações na ordem internacional. O projeto assume como premissa que a formação intelectual de um universitário não pode estar restrita apenas ao domínio dos conteúdos das disciplinas curriculares. A Universidade tem o dever de oferecer a seus estudantes o acesso às mais diversas expressões do conhecimento humano. O cinema, como uma forma de arte, oferece grandes possibilidades de aprendizagem. Em outras palavras, o projeto busca fomentar o acesso ao cinema enquanto expressão cultural e não apenas como entretenimento. A escolha da temática dos direitos humanos na ordem global está atenta com a formação humanística que norteia o Curso de RI da FURG, atenta à importância da resolução pacífica de conflitos, à tolerância, aos fluxos migratórios, à justiça transicional, dentre outros. Além disto, discussão dessas temáticas insinua uma espécie de ruptura com a tradição elitista do ensino de RI no Brasil. Por fim, vale destacar que as exibições não serão realizadas apenas dentro da universidade, mas também em escolas públicas da cidade de Santa Vitória do Palmar, onde o Curso de RI está lotado. Desta maneira, busca-se a aproximação da Universidade com a comunidade vitoriense, engajando professores, estudantes e servidores na tarefa de transformar a realidade social.

APROVAÇÃO

Colegiado da Faculdade de Direito, Ata n. 06/2017

STATUS

Em andamento (01/06/2017 – 31/05/2018).

COORDENAÇÃO

Daniel Lena Marchiori Neto, Camila Feix Vidal, Bruna Kurcharski Wagner, Luciano Vaz Ferreira, Hemerson Luis Pase, Felipe Kern Moreira, Fabiane Simioni, Joséli Fiorin Gomes

PARTICIPANTES

 Yago dos Santos Cabral (PQA).

 

 

TÍTULO

Núcleo de Estudos em Políticas Públicas e Opinião - NEPPU

 

 

 

 

 

 

 

 

RESUMO

Este programa oportuniza a criação de um espaço de debate, estudo, planejamento e ação na realidade contemporânea com o foco na questão das políticas públicas, ou seja, na ação do Estado em países de regime democrático. O NEPPU se justifica teórica e cientificamente em razão de que a análise de políticas públicas é uma das áreas acadêmicas que apresentou formidável expansão nas últimas décadas, adquirindo progressivamente sua autonomia como disciplina no interior da Ciência Política e, inclusive, inaugurando cursos de graduação e pós-graduação em níveis de mestrado e doutorado, dispondo de razoável acervo de conhecimentos sobre o funcionamento do Estado. A expressão políticas públicas entrou no vocabulário contemporâneo e principalmente na vida cotidiana dos países democráticos. Sua presença é constante na imprensa, nas agendas públicas, nos pronunciamentos políticos, nos debates eleitorais, nos Legislativos, na relação entre os três poderes e dos entes federados e nas pautas de reivindicações dos movimentos sociais. Neste sentido a universidade precisa abrir um espaço para debate e formulação de políticas públicas.        A justificativa empírica parte do diagnóstico de que um dos elementos que determinam a efetividade das políticas públicas é a qualidade e expertise da burocracia de Estado, ou seja, dos servidores públicos. Não é incomum ouvirmos relatos de que as prefeituras municipais não conseguem acessar ou implementar adequadamente determinada política ou recurso público em razão da incapacidade técnica do seus servidores. Esta situação desafia a universidade a contribuir com a capacitação dos gestores públicos. De outro lado, é bastante evidente quão importantes são as violações de direitos humanos que vários segmentos sociais sofrem, particularmente os mais desprotegidos como mulheres, negros, crianças, homossexuais, cujas causas estão relacionadas a falta de ativismo do Estado. Esta situação está fortemente relacionada a cultura política Latinoamericana baseada no clientelismo, paternalismo e patrimonialismo. Em razão disso a universidade é desafiada a capacitar cidadão em relação a seus direitos e sempre que possível contribuir com a construção de soluções para tais dificuldades.

APROVAÇÃO

Colegiado da Faculdade de Direito, Ata n. 04/2017

STATUS

Em andamento (01/03/2017).

COORDENAÇÃO

Hemerson Luiz Pase

PARTICIPANTES

Márcio Barcelos – Doutor em Ciência Política. Professor do Mestrado Profissional em Administração Pública da UFPel

Fábio Fonseca Figueiredo - Doutor em Geografia. Professor do Programa em Pós-Graduação em Políticas Públicas da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN)

Matheus Mirapalhete Cardozo – Mestre em Ciência Política.

Márcia Leite Borges – Mestre em Ciência Política. Doutoranda em Ciência Política na Universidade Federal Fluminense (UFF)

Ana Paula Dupuy Patella – Bacharel em Direito. Mestrando em Ciência Política na UFPel, e em Direito na FURG

Gabriele Padilha da Cunha - Bacharel em Direito. Mestrando em Ciência Política na UFPel

 

 

TÍTULO

REVISTA CAMPOS NEUTRAIS

 

 

RESUMO

Campos Neutrais é uma publicação semestral do curso de Relações Internacionais da Universidade Federal do Rio Grande (FURG), que objetiva a divulgação de produção acadêmica na área das Relações Internacionais constituindo, assim, um fórum de debate entre acadêmicos e pesquisadores. A revista direciona-se à publicação de trabalhos de pós-graduandos, pós-graduados e pesquisadores na área de Relações Internacionais, em âmbito nacional e internacional, que contenham contribuições preliminares ou resultados finais de pesquisas.

APROVAÇÃO

Colegiado da Faculdade de Direito, Ata n. 04/2017.

STATUS

Em andamento (01/04/2017 – 31/12/2018).

COORDENAÇÃO

Daniel Lena Marchiori Neto, Camila Feix Vidal, Joséli Fiorin Gomes, Fabiane Simioni, Luciano Vaz Ferreira, Felipe Kern Moreira, Hemerson Luiz Pase

PARTICIPANTES

 

 

 

TÍTULO

SEMINÁRIO ANUAL DO CURSO DE RELAÇÕES INTERNACIONAIS – 1ª EDIÇÃO

 

 

RESUMO

O Seminário Anual do Curso de Relações Internacionais da FURG é uma atividade inspirada na tradição acadêmica anglo-saxã, segundo a qual é comum um Departamento ou Faculdade realizar encontros regulares para que os professores possam expor suas pesquisas a seus respectivos pares. De um lado, esta iniciativa exalta o chamado ethos acadêmico, o espírito lúdico que permeia a busca incessante pelo conhecimento. De outro, tem a finalidade de integrar o corpo docente, buscando a consolidação de uma unidade e espírito de equipe.

APROVAÇÃO

Colegiado da Faculdade de Direito, Ata n. 04/2017.

STATUS

Em andamento (01/03/2017 – 31/12/2017).

COORDENAÇÃO

Daniel Lena Marchiori Neto, Camila Feix Vidal, Joséli Fiorin Gomes, Fabiane Simioni, Luciano Vaz Ferreira, Felipe Kern Moreira, Hemerson Luiz Pase

PARTICIPANTES

 

 

 

TÍTULO

I Encontro de Pesquisa de Relações Internacionais

 

 

RESUMO

O I Encontro de Pesquisa de Relações Internacionais é um evento promovido pelo Curso de Relações Internacionais da Universidade Federal do Rio Grande, campus Santa Vitória do Palmar. Direciona-se à apresentação e publicação de trabalhos de graduandos, pós-graduandos, pós-graduados e pesquisadores na área de Relações Internacionais, nacionais e internacionais, que contenham contribuições preliminares ou resultados finais de pesquisas realizadas. Trata-se de um evento destinado a acolher contribuições dos diversos programas de graduação e de pós-graduação do Brasil e América Latina, visando à consolidação de uma rede interinstitucional de pesquisas.

APROVAÇÃO

Colegiado da Faculdade de Direito, Ata n. 04/2017.

STATUS

Em andamento (01/03/2017 – 31/12/2017).

COORDENAÇÃO

Daniel Lena Marchiori Neto, Camila Feix Vidal, Joséli Fiorin Gomes, Fabiane Simioni, Luciano Vaz Ferreira, Felipe Kern Moreira, Hemerson Luiz Pase

PARTICIPANTES

 

 

 

TÍTULO

RELAÇÕES INTERNACIONAIS & CULTURA POP

RESUMO

Trata-se de um ciclo de cursos sobre as interações entre Relações Internacionais e Cultura Pop, incluindo cinema, televisão, literatura, música, etc. Foram propostos três mini-cursos: 1) Game of Thrones; 2) Walking Dead; 3) Star Wars. A ideia é fazer uma análise, em uma perspectiva histórica e contemporânea, com objetivo de estimular a reflexão sobre Relações Internacionais.

APROVAÇÃO

Colegiado da Faculdade de Direito, Ata n. 06/2017

STATUS

Em andamento (01/05/2017 – 01/05/2018).

COORDENAÇÃO

Luciano Vaz Ferreira e Daniel Lena Marchiori Neto. 

PARTICIPANTES