A palestrante do evento "Reflexões sobre o Trabalho Humanitário no Brasil", Êmily de Amarante Portella, sugeriu os seguintes site com cursos virtuais gratuitos relevantes para pessoas com interesse em realizar trabalho humanitário, inclusive com a possibilidade de certificação.


1) A Plataforma de Aprendizagem da Cruz Vermelha e do Crescente Vermelho: www.ifrc.org/learning-platform

2) Kaya - Humanitarian Leadership Academy: https://kayaconnect.org/

3) UN Women Training Centre: https://trainingcentre.unwomen.org/portal/

4) Disaster Ready: https://ready.csod.com/client/disasterready/default3.aspx?lang=en-US

 

 

Documentos recomendados na Palestra:

- Aspectos jurídicos da atenção aos indígenas migrantes da Venezuela para o Brasil. Erika Yamada, Marcelo Torelly (orgs.). Brasília: Organização Internacional para as Migrações (OIM), Agência das Nações Unidas para as Migrações, 2018. ONUSIDA, Coordination Plataform for Refugees and Migrants from Venezuela, 2019.


- Crises humanitárias, cooperação e o papel do Brasil. Rio de Janeiro: Médicos Sem Fronteiras, 2016.


- NOAL, Débora. O Humano no Mundo: diário de uma psicóloga sem fronteiras, 2017.


- SEINTENFUS, Ricardo. HAITI. Dilemas e Fracassos Internacionais. Ijuí, 2014.

EVENTO ONLINE DA LSE

Five former presidents join us as Latin America is hit by coronavirus and by a number of adverse economic shocks. How can the region’s democracies preserve both lives and livelihoods? LSECOVID19

4pm BST, Friday 22 May


Register now: https://bit.ly/2WuoIwW

 

Latin America is being hit by the virus and by a number of adverse economic shocks. How can the region’s democracies preserve both lives and livelihoods? What will be the impact on the region’s already low economic growth and high inequality?

Five former Latin American heads of state bring their knowledge and experience to bear on these difficult questions.

Fernando Henrique Cardoso served two terms as President of Brazil from 1995 to 2002, having previously served as a senator, Minister of Foreign Relations and Minister of Finance. Mr Cardoso has been a member of The Elders since the group was founded in 2007, stepping down from a front line role in 2016.

Laura Chinchilla is a political scientist, who graduated from college at the Universidad de Costa Rica. She also holds a Master in Public Policy from Georgetown University. Her election in 2010 for a four year term as President of the Republic of Costa Rica was preceded by a political career which began with her appointment as Minister of Public Security between 1996 and 1998. Between 2002 and 2006 she was elected member of the National Congress. In 2006 she was elected Vice President of Costa Rica, assuming office as the Ministry of Justice at the same time. 

Ricardo Lagos is the former President of Chile, who held the office from 2000 to 2006. An economist and lawyer by qualification, he worked as an economist for the United Nations from 1976–1984. In the 1990s, R. Lagos served in Chile under President Aylwin and his successor, President Eduardo Frei, as both Education Minister and Minister of Public Works.

Juan Manuel Santos (@JuanManSantos) is the former President of the Republic of Colombia, serving two terms, from 2010 to 2018. In 2016 he was awarded the Nobel Peace Prize. He is a member of The Elders and a Honorary Graduate of LSE. President Santos studied for a Master of Science in the Department of Economics at LSE in 1975.

Ernesto Zedillo was President of Mexico from 1994 to 2000. Dr. Zedillo’s was named Under-Secretary of Planning and Budget Control in the Secretariat of Budget and Planning in 1987, becoming the Secretary of Economic Programming in 1988. In 1992, Dr. Zedillo was appointed Secretary of Education.

Minouche Shafik is Director of the London School of Economics and Political Science. Prior to this she was Deputy Governor of the Bank of England.

This event is part of LSE's public event series - COVID-19: The Policy Response.

COVID-19 represents an enormous challenge for the social sciences to help governments and non-governmental organisations respond to the economic and societal consequences of the pandemic. Part of LSE's response to this challenge is a series of online public events that will take place over the Summer Term.

Why not visit the School of Public Policy COVID-19 Resource Centre.

This event in the series has been organised by the Institute of Global Affairs and the School of Public Policy.

The next event in this series will take place at 12noon on 26 May on Addressing the Pandemic: the pharmaceutical challenges.

The Institute of Global Affairs (@LSEIGA) aims to maximise the impact of LSE's leading expertise across the social sciences by shaping inclusive and locally-rooted responses to the most important and pressing global challenges.

The School of Public Policy (@LSEPublicPolicy) is an international community where ideas and practice meet. Our approach creates professionals with the ability to analyse, understand and resolve the challenges of contemporary governance.


Fonte: http://www.lse.ac.uk/Events/2020/05/202005221600/Responding-to-a-Pandemic-the-view-from-Latin-America?utm_campaign=LSE+home&utm_content=1589393668&utm_medium=social&utm_source=twitter

Na tarde desta quinta-feira, 07, a reitora da FURG, Cleuza Maria Sobral Dias, publicou nova portaria, 0723/2020, que dispõe sobre a alteração do período de suspensão das atividades administrativas e acadêmicas em todos os campi da FURG. A alteração se deu após avaliação do contexto atual da pandemia Covid-19 pelo Comitê de Monitoramento do Coronavírus (Covid-19) e a revisão do Plano de Contingência.

 

Confira no arquivo em furg.br

As atividades presenciais na FURG continuam suspensas por tempo indeterminado, conforme a última atualização do Plano de Contingência da instituição e Portaria 0723/2020 do gabinete da Reitora, mas o Comitê de Monitoramento do Coronavírus segue avaliando a evolução da pandemia e o planejamento institucional para a retomada segura das atividades em período oportuno. Em reunião por videoconferência na manhã desta sexta, 8, o grupo aprovou o formato e as atribuições de duas comissões, sendo uma para o planejamento acadêmico e outra voltada à proteção e cuidado.

Com a portaria 0717/2020, de 30 de abril, a reitora já instituiu a Comissão de Proteção e Cuidado, que deverá dimensionar as necessidades de Equipamentos de Proteção Individuais (EPIs) para a comunidade universitária, definir critérios para a utilização dos espaços físicos da universidade e ainda fazer o levantamento e organização da logística de higienização e limpeza que serão necessários aos espaços quando do retorno.

Já a composição e as atribuições da Comissão para o planejamento acadêmico serão discutidas na próxima segunda, 11, com os coordenadores de cursos da FURG, por videoconferência, durante reunião do Comitê de Graduação (Comgrad) e da Pró-reitoria de Graduação.

O Comitê de Monitoramento do Coronavírus também aprovou uma terceira frente de planejamento, com o objetivo de programar uma estratégia de triagem para estudantes que estão em outros municípios e que devem retornar à universidade quando forem retomadas as atividades presenciais. Este grupo de trabalho também estabelecerá protocolos para minimizar a eventual importação do vírus de outros estados e municípios.

As comissões devem trabalhar na proposta de diretrizes durante o mês de maio, a partir das contribuições da comunidade universitária, para que em meados de junho a proposta de plano para retomada segura possa ser avaliado pelo Comitê de Monitoramento do Coronavírus. A previsão é que até o final de junho o plano seja encaminhado para aprovação pelos pelos Conselhos Superiores da universidade.

 

Fonte: https://www.furg.br/en/coronavirus-noticias/furg-se-prepara-para-novo-cenario-mas-ainda-sem-a-previsao-de-retorno-das-atividades-presenciais

Em reunião na manhã de quarta, 22, o Comitê de Monitoramento do Coronavírus (Covid-19), instituído em 13 de março, conforme Portaria 0497/2020 do Gabinete da Reitora, para elaborar medidas de prevenção e controle e orientar o Plano de Contingência da FURG, reavaliou as medidas já propostas, considerando o contexto da Pandemia, e indicou que as atividades presenciais da universidade permaneçam suspensas. O Comitê optou por manter a suspensão por prazo indeterminado, com reavaliações quinzenais, considerando o estágio da pandemia no Brasil, no estado e no município, bem como a necessidade de estabelecer critérios e medidas de proteção para preservar a saúde da comunidade universitária.

Estas definições constam na atualização do Plano de Contingência, disponível abaixo, e servem como base para que seja emitida nova Portaria do Gabinete da Reitora com as orientações necessárias à comunidade universitária.

As atividades presenciais permanecem restritas àquelas essenciais, e o Comitê avaliará e orientará o planejamento elaborado pela Reitoria para o retorno das atividades presenciais na universidade. É preciso um grande esforço e planejamento de toda a universidade, com medidas de proteção, para preparar o retorno seguro às atividades presenciais que vão desde a ampliação dos serviços de higienização e limpeza dos espaços, a elaboração de medidas de distanciamento, o acompanhamento e testagem de estudantes e servidores, entre outras ações que garantam maior segurança a toda a comunidade universitária e, consequentemente, a sociedade Rio-grandina.

“Todos sabemos que será um grande desafio, pois as certezas são poucas em relação a como poderá se desenvolver esta doença em Rio Grande e quando poderemos ter segurança em retornar às atividades presenciais. É bastante provável que estas medidas de contingência e proteção à comunidade sejam necessárias ainda por um longo período e é preciso muita responsabilidade para promover este retorno, pois estamos tratando da vida de cerca de 15 mil pessoas, entre alunos, servidores, trabalhadores terceirizados e trabalhadores da construção convivendo em espaços comuns”, avaliam a Reitora, Cleuza Dias e o Vice-reitor, Danilo Giroldo, que preside o Comitê de Monitoramento do Coronavírus (Covid19) da FURG.

 

Fonte: https://www.furg.br/noticias/noticias-institucional/comite-de-monitoramento-do-coronavirus-da-furg-indica-a-manutencao-da-suspensao-das-atividades-presenciais

Carta Aberta à Comunidade

Reitoria da FURG

Prezados integrantes da comunidade universitária e rio-grandina, a Universidade Federal do Rio Grande – FURG elaborou seu Plano de Contingência, com base em documentos do Governo Federal e seguindo as orientações do Comitê de Monitoramento do Coronavírus (Covid-19), instituído pela Reitoria, em parceria com a Secretaria Municipal de Saúde e o Hospital Universitário. As medidas apresentadas neste Plano consideraram o contexto nacional, regional e municipal e, ainda, a própria característica da Universidade, que integra um contingente de mais de 15 mil pessoas, entre estudantes, servidores, trabalhadores terceirizados, trabalhadores da construção civil em todos os campi. Além destes, complementam o universo da FURG todas as pessoas dos bairros e comunidades do entorno da Universidade, muito especialmente do campus carreiros, as quais transitam nos espaços da FURG por razões diversas.

Este pequeno panorama da população da FURG, e de seu entorno, é determinante para que a sociedade possa compreender a essência das ações promovidas e defendidas pela FURG no que tange ao enfrentamento do coronavírus. Tais medidas foram propostas para todos os campi da Universidade e focaram em dois elementos básicos: o trabalho remoto e a manutenção das atividades essenciais da Universidade, mantendo, sobretudo, o cuidado e a preservação da saúde de toda a comunidade interna e externa, uma vez que a FURG vivencia uma integração bastante próxima com a sociedade.

Passados cerca de vinte dias, nossa avaliação, em conjunto com o Comitê de Monitoramento, é a de que o Plano de Contingência da Universidade resulta num forte aliado para o contexto que estamos vivendo, pois, de forma responsável e considerando o papel social da Universidade, orienta para o desenvolvimento das atividades essenciais e dá o suporte necessário a ações de atendimento às demandas dos municípios onde a FURG tem campus.

Nossa responsabilidade social enquanto Universidade Pública se expressa, neste momento, pelo trabalho intenso e coletivo de professores, técnicos e estudantes, que utilizam o conhecimento e a capacidade instalada da FURG para o desenvolvimento de novas tecnologias na produção de materiais fundamentais para preservação da saúde da população em geral e para o controle da pandemia da Covid-19. As ações são muitas, como verão a seguir; as áreas do conhecimento são diversas. Esse movimento de diálogo constante entre universidade e sociedade nos garante a certeza de que a universidade pública brasileira é, sim, lócus privilegiado para criar, fazer ciência, aprender, ensinar, promover pesquisa, mas também para exercitar a solidariedade e a cidadania.

Nós, enquanto gestão da Universidade, neste momento tão crítico e delicado, sabemos que podemos contar com o comprometimento de nossa comunidade universitária. Uma comunidade que não se abate frente ao quadro de saúde que se desenha, oferecendo à sociedade aquilo que de mais precioso podemos esperar: seu conhecimento e seu tempo. Queremos agradecer o trabalho de todos que estão atuando nas diversas frentes que colocam em cena o papel responsável do servidor público para a sociedade. Nosso respeito e admiração especial aos trabalhadores da área da saúde do nosso Hospital Universitário, os quais têm atuado incansavelmente, expostos a riscos e afastados de suas famílias.

Ao longo de seus 50 anos, essa forma de trabalho coletivo tornou-se uma marca da FURG. Estamos, enquanto Reitoria, muito próximos à comunidade universitária, engajados nas diversas frentes que estão no combate ao coronavírus. São dias difíceis, os quais há poucos meses, jamais havíamos pensado em viver. Porém, estamos fortes e em ação, enfrentando de várias maneiras essa pandemia, a fim de minimizar os impactos negativos para a saúde, a economia e a educação de nossa comunidade.

Por tudo isso, neste momento, quer fazer referência a algumas das mais relevantes ações que a FURG está desenvolvendo nestes últimos dias e que auxiliarão no combate a pandemia do coronavírus (Covid-19):

1. produção de álcool glicerinado;
2. produção de máscaras face shield;
3. confecção de aventais e máscaras;
4. desenvolvimento de uma pia portátil automatizada;
5. desenvolvimento de plataforma de vendas online para pequenos negócios;
6. automatização dos respiradores do HU-FURG/Ebserh;
7. desenvolvimento de uma plataforma de monitoramento e mapeamento de casos de Covid-19 em Rio Grande;
8. parceria com startups, Secretaria de Município de Saúde e hospitais para desenvolver um sistema de tele-triagem;
9. desenvolvimento de um portal integrador com informações e serviços ao município relativos à Covid-19;
10.campanhas de doação de insumos, EPIs, alimentos e materiais de higiene em parceria com a Prefeitura Municipal do Rio Grande e entidades empresariais;
11. apoio para deslocamento de estudantes em situação de vulnerabilidade para outros municípios e estados, a fim de retornarem para as suas famílias;
12. disponibilização de refeições (marmitas), pelo restaurante universitário, para os estudantes em situação de vulnerabilidade econômica e moradores das Casas do Estudante Universitário;
13. desenvolvimento do projeto "Janelas Musicais", ação conjunta da Pró-Reitoria de Extensão e Cultura e da Secretaria de Comunicação Social;
14. desenvolvimento do projeto "Tele-Acolhimento Social" com o Serviço Social do CAIC/FURG;
15. realização de exames diagnósticos para COVID19 tanto por testes moleculares, como sorológicos.


Prof.ª Dr.ª Cleuza Maria Sobral Dias             Prof. Dr. Danilo Giroldo
  Reitora                                               Vice-reitor 

 

Fonte: https://www.furg.br/noticias/noticias-institucional/reitoria-da-furg-faz-pronunciamento-sobre-acoes-de-enfrentamento-a-covid-19

Plano de contingência da FURG é atualizado

 

Comitê de Monitoramento do Coronavírus reforça estratégias de prevenção a Covid-19

 por Fernanda Cadaval

Após reunião realizada na segunda-feira, 30, o Comitê de Monitoramento do Coronavírus (Covid-19) da FURG atualizou o Plano de Contingência da universidade. Alguns pontos foram revisados e atualizados pelos membros do Comitê, que acompanham a evolução da pandemia.

 

Confira no link abaixo o Plano de Contingência da FURG atualizado.

Plano de Contingência da FURG Atualizado

 

Fonte: https://www.furg.br/reitoria/informes-da-reitoria/plano-de-contingencia-da-furg-e-atualizado

 

Nesta sexta-feira, 20, a FURG enviou às unidades acadêmicas, administrativas, campi e órgãos vinculados a Portaria nº 0533/2020. O documento dispõe do funcionamento administrativo e acadêmico da universidade.

Considerando todo o contexto da pandemia do Coronavírus (Covid-19), bem como o Plano de Contingência da universidade, a Reitoria determinou que as atividades administrativas da FURG devem ser realizadas, prioritariamente, por meio de trabalho remoto, conforme orientações da chefia imediata.

Para as atividades consideradas essenciais pelo Plano de Contingência, foi estabelecido turno único, das 9h às 13h, quando realizadas presencialmente.

O documento também estabelece as medidas para a contenção da propagação do vírus, tais como períodos mais restritos de acesso aos campi e horários reduzidos para circulação.

O Campus Carreiros terá acesso, tanto para veículos quanto para pedestres, das 7h às 18h, pelos acessos da rua Padre Nilo Gollo, Bairro Castelo Branco e Vila Maria. Já os campi de Santa Vitória do Palmar, Santo Antônio da Patrulha e São Lourenço do Sul terão acesso de veículos das 9h às 13h.

Além das ações descritas acima, a Portaria nº 0553/2020 também estabelece a suspensão das seguintes atividades:

- Complexo de Museus da FURG;
- Viagens internacionais à serviço da FURG;
- Reuniões presenciais;
- Aulas, eventos e atividades acadêmicas extracurriculares para os cursos de graduação e pós-graduação.

A portaria não incide sobre o Hospital Universitário Dr. Miguel Riet Corrêa Jr. (HU-FURG/Ebserh). Mais informações podem ser obtidas no documento abaixo.

 

Portaria nº 0533/2020

 

Fonte: https://www.furg.br/en/noticias/noticias-institucional/furg-divulga-portaria-com-instrucoes-para-funcionamento-academico-e-administrativo-da-instituicao

 

    Entre os dias 21 e 24 de maio, o curso de Relações Internacionais da Universidade Federal do Pampa (campus Sant'Ana do Livramento - RS), convida todas e todos a conhecerem a Fronteira da Paz e participarem da sexta edição do PAMPASUL - Unipampa Simulações Internacionais.

 

    Seguindo o conceito de modelar organismos internacionais e temas periféricos, o PAMPASUL 2020 será referente à temáticas periféricas entre os três comitês: Comunidade de Estados Latino-Americanos e Caribenhos (CELAC); Organização dos Tratados de Cooperação Amazónica (OTCA) e Comitê histórico (Conferência de Bandung). Além disso há um espaço para Imprensa Internacional, representando os jornais: Diario VEA, Présence Africaine e Telesur, bem como para ouvintes.  

 

 

    Toda a dinâmica do evento foi pensada para que os nossos participantes tenham uma experiência sem custos elevados e sob uma perspectiva periférica. Além de um amplo espaço para discussões de problemáticas internacionais, tem-se a integração entre os alunos de toda a região sul do país e do Uruguai bem como a oportunidade de vivenciar uma experiência internacional, de fronteira e acadêmica.

 

    Cabe salientar que ao adquirir o pacote de inscrição o participante terá garantido benefícios que irão tornar os custos na fronteira menores. Em breve, os pacotes serão divulgados com seus respectivos valores nas redes sociais do PAMPASUL, então, segue a gente lá e fica por dentro de tudo!  

 

Mais informações:

facebook.com/pampasuloficial 

twitter.com/PampasulOficial

instagram.com/pampasuloficial