TÍTULO

RI NAS ESCOLAS

 

 

RESUMO

O Curso de Relações Internacionais (RI) da Universidade Federal do Rio Grande (FURG) iniciou suas atividades no ano de 2015 no campus avançado de Santa Vitória do Palmar (SVP). A criação deste curso insere-se no processo político de expansão e interiorização do ensino superior no Brasil, com vistas à redução das desigualdades sociais e econômicas. Todavia, por mais que o Curso de RI esteja bastante atuante comunidade vitoriense, há ainda muito desconhecimento acerca de sua existência e funcionamento por parte dos estudantes das escolas de ensino médio de Santa Vitória do Palmar. Por meio deste projeto, busca-se realizar ações de divulgação do Curso e da profissão de internacionalista diretamente nas escolas, por meio de oficinas, simulações e distribuição de materiais.

APROVAÇÃO

Colegiado da Faculdade de Direito, Ata 08/2021 do Conselho da FADIR.

STATUS

Em andamento (01/06/2019 – em andamento).

COORDENAÇÃO

Wagner Silveira Feloniuk

PARTICIPANTES

Alunos do Curso de Relações Internacionais, bolsista Amanda Vale.

 

 

TÍTULO

CINECLUBE DA RI

 

 

 

 

 

 

RESUMO

Site: https://ri.furg.br/noticias-editais-eventos/eventosblog/2-uncategorised/725-cineclube

Esta ação de cultura tem por objetivo promover uma atividade cineclubista, composta pela exibição e discussão crítica de filmes cujos roteiros envolvam temas pertinentes à área de Relações Internacionais. De forma mais específica, os ciclos de exibição envolverão quatro grandes temáticas ligadas à Educação em Direitos Humanos: (a) Estado e Violência; (b) Justiça de Transição na América Latina; (c) Direito de Migrar; (d) As corporações na ordem internacional. O projeto assume como premissa que a formação intelectual de um universitário não pode estar restrita apenas ao domínio dos conteúdos das disciplinas curriculares. A Universidade tem o dever de oferecer a seus estudantes o acesso às mais diversas expressões do conhecimento humano. O cinema, como uma forma de arte, oferece grandes possibilidades de aprendizagem. Em outras palavras, o projeto busca fomentar o acesso ao cinema enquanto expressão cultural e não apenas como entretenimento. A escolha da temática dos direitos humanos na ordem global está atenta com a formação humanística que norteia o Curso de RI da FURG, atenta à importância da resolução pacífica de conflitos, à tolerância, aos fluxos migratórios, à justiça transicional, dentre outros. Além disto, discussão dessas temáticas insinua uma espécie de ruptura com a tradição elitista do ensino de RI no Brasil. Por fim, vale destacar que as exibições não serão realizadas apenas dentro da universidade, mas também em escolas públicas da cidade de Santa Vitória do Palmar, onde o Curso de RI está lotado. Desta maneira, busca-se a aproximação da Universidade com a comunidade vitoriense, engajando professores, estudantes e servidores na tarefa de transformar a realidade social.

APROVAÇÃO

Colegiado da Faculdade de Direito, Ata 08/2021 do Conselho da FADIR.

STATUS

Em andamento (17/04/2019 – em andamento).

COORDENAÇÃO

Wagner Silveira Feloniuk

PARTICIPANTES

Alunos do Curso de Relações Internacionais, bolsista Diuli Muller.

 

TÍTULO

CICLO DE PALESTRAS DAS RI

 

 

 

 

 

 

RESUMO

Esta ação de cultura tem por objetivo promover uma atividade cineclubista, composta pela exibição e discussão crítica de filmes cujos roteiros envolvam temas pertinentes à área de Relações Internacionais. De forma mais específica, os ciclos de exibição envolverão quatro grandes temáticas ligadas à Educação em Direitos Humanos: (a) Estado e Violência; (b) Justiça de Transição na América Latina; (c) Direito de Migrar; (d) As corporações na ordem internacional. O projeto assume como premissa que a formação intelectual de um universitário não pode estar restrita apenas ao domínio dos conteúdos das disciplinas curriculares. A Universidade tem o dever de oferecer a seus estudantes o acesso às mais diversas expressões do conhecimento humano. O cinema, como uma forma de arte, oferece grandes possibilidades de aprendizagem. Em outras palavras, o projeto busca fomentar o acesso ao cinema enquanto expressão cultural e não apenas como entretenimento. A escolha da temática dos direitos humanos na ordem global está atenta com a formação humanística que norteia o Curso de RI da FURG, atenta à importância da resolução pacífica de conflitos, à tolerância, aos fluxos migratórios, à justiça transicional, dentre outros. Além disto, discussão dessas temáticas insinua uma espécie de ruptura com a tradição elitista do ensino de RI no Brasil. Por fim, vale destacar que as exibições não serão realizadas apenas dentro da universidade, mas também em escolas públicas da cidade de Santa Vitória do Palmar, onde o Curso de RI está lotado. Desta maneira, busca-se a aproximação da Universidade com a comunidade vitoriense, engajando professores, estudantes e servidores na tarefa de transformar a realidade social.

APROVAÇÃO

Colegiado da Faculdade de Direito, Ata 08/2021 do Conselho da FADIR.

STATUS

Em andamento (01/08/2021 – em andamento).

COORDENAÇÃO

Wagner Silveira Feloniuk

PARTICIPANTES

Alunos do Curso de Relações Internacionais, bolsista Tobias Moreira.

 

TÍTULO

Núcleo de Estudos em Políticas Públicas e Opinião - NEPPU

 

 

 

 

 

 

 

 

RESUMO

Este programa oportuniza a criação de um espaço de debate, estudo, planejamento e ação na realidade contemporânea com o foco na questão das políticas públicas, ou seja, na ação do Estado em países de regime democrático. O NEPPU se justifica teórica e cientificamente em razão de que a análise de políticas públicas é uma das áreas acadêmicas que apresentou formidável expansão nas últimas décadas, adquirindo progressivamente sua autonomia como disciplina no interior da Ciência Política e, inclusive, inaugurando cursos de graduação e pós-graduação em níveis de mestrado e doutorado, dispondo de razoável acervo de conhecimentos sobre o funcionamento do Estado. A expressão políticas públicas entrou no vocabulário contemporâneo e principalmente na vida cotidiana dos países democráticos. Sua presença é constante na imprensa, nas agendas públicas, nos pronunciamentos políticos, nos debates eleitorais, nos Legislativos, na relação entre os três poderes e dos entes federados e nas pautas de reivindicações dos movimentos sociais. Neste sentido a universidade precisa abrir um espaço para debate e formulação de políticas públicas.        A justificativa empírica parte do diagnóstico de que um dos elementos que determinam a efetividade das políticas públicas é a qualidade e expertise da burocracia de Estado, ou seja, dos servidores públicos. Não é incomum ouvirmos relatos de que as prefeituras municipais não conseguem acessar ou implementar adequadamente determinada política ou recurso público em razão da incapacidade técnica do seus servidores. Esta situação desafia a universidade a contribuir com a capacitação dos gestores públicos. De outro lado, é bastante evidente quão importantes são as violações de direitos humanos que vários segmentos sociais sofrem, particularmente os mais desprotegidos como mulheres, negros, crianças, homossexuais, cujas causas estão relacionadas a falta de ativismo do Estado. Esta situação está fortemente relacionada a cultura política Latinoamericana baseada no clientelismo, paternalismo e patrimonialismo. Em razão disso a universidade é desafiada a capacitar cidadão em relação a seus direitos e sempre que possível contribuir com a construção de soluções para tais dificuldades.

APROVAÇÃO

Colegiado da Faculdade de Direito, Ata n. 04/2017

STATUS

Em andamento (01/03/2017).

COORDENAÇÃO

Hemerson Luiz Pase

PARTICIPANTES

Fábio Fonseca Figueiredo - Doutor em Geografia. Professor do Programa em Pós-Graduação em Políticas Públicas da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN)

Matheus Mirapalhete Cardozo – Mestre em Ciência Política.

Márcia Leite Borges – Mestre em Ciência Política. Doutoranda em Ciência Política na Universidade Federal Fluminense (UFF)

Ana Paula Dupuy Patella – Bacharel em Direito. Mestrando em Ciência Política na UFPel, e em Direito na FURG

Gabriele Padilha da Cunha - Bacharel em Direito. Mestrando em Ciência Política na UFPel

 

TÍTULO

NÚCLEO DE ESTUDOS DA POLÍTICA EXTERNA BRASILEIRA (NEPEB)

 

 

 

 

RESUMO

O Núcleo de Estudos da Política Externa Brasileira (NEPEB), vinculado ao Curso de Relações Internacionais da Universidade Federal do Rio Grande – Campus Santa Vitória do Palmar, têm a proposta de fomentar os estudos na área da Política Externa Brasileira. O NEPEB reúne docentes, discentes e pesquisadores com o propósito de debater os estudos no campo da História e da Análise da política externa brasileira articulando diferentes atividades e projetos de ensino, pesquisa e extensão. Dentre as atividades iniciais que sustentam o Núcleo destacam-se: i. “Fórum de Estudos em Política Externa” – espaço de encontros regulares para debates e discussões teórico-metodológicas no campo da História e da Análise da Política Externa Brasileira; ii. “Observatório da Política Externa Brasileira Contemporânea” – atividade dividida em cinco eixos e responsável pela organização, sistematização e seleção de um banco de dados das relações internacionais contemporâneas do Brasil e; iii. “Incubadora de projetos” – espaço dedicado a construção de projetos de ensino, pesquisa e extensão dos discentes participantes do grupo.

APROVAÇÃO

Em processo de aprovação.

STATUS

Em processo de aprovação.

COORDENAÇÃO

Fernando Comiran.

PARTICIPANTES

Alunos do Curso de Relações Internacionais e pesquisadores interessados

 
 

TÍTULO

OBSERVATÓRIO DE DIREITOS HUMANOS E CIDADANIA

 

 

 

 

 

RESUMO

O Observatório de Direitos Humanos e Cidadania é um Programa de Extensão, com ações de pesquisa e ensino, em consonância com o Programa Nacional de Direitos Humanos. A partir de uma reflexão emancipatória, pretende-se contribuir com a defesa, promoção e difusão dos Diretos Humanos e com o desenvolvimento da cidadania, no marco dos princípios estabelecidos pelo Estado Democrático de Direito e oferecer subsídios para a construção de políticas públicas. Para tanto serão realizadas um conjunto de ações de registro, sistematização de violações, tanto quanto, de educação para a cidadania.

APROVAÇÃO

Colegiado da Faculdade de Direito, Ata n. 19/2021

STATUS

Em andamento (01/10/2021).

COORDENAÇÃO

Hemerson Luiz Pase

PARTICIPANTES

Alunos do Curso de Relações Internacionais e pesquisadores interessados.